F.A.Q.

Algumas das perguntas feitas com maior frequência

Funcionamento Geral

O que é a Broward International University Brazil - BIUB?

A BIUB é a primeira universidade americana fisicamente instalada em solo brasileiro. Somos um campus avançado da Broward College EUA – BC, seguimos os mesmos padrões acadêmicos e currículo utilizados na Flórida. A BIUB trouxe para o Brasil, o programa “Associate Degree – AA”, que basicamente, compreende os dois anos iniciais de todo e qualquer curso superior norte americano.

Os alunos do nosso programa completam os dois primeiros anos de graduação em Belo Horizonte, obtendo um diploma de Associate Degree – AA do Broward College na Flórida. Em seguida, eles se transferem para universidades nos Estados Unidos para concluírem seus diplomas de Bachelor`s Degree  nos Estados Unidos.

O Broward College – EUA, é uma instituição pública de ensino superior do estado da Flórida, fundada em 1960, em Fort Lauderdale. Ao longo de sua história mais de 1.000.000 de alunos passaram pelo BC.

O BC é uma das únicas instituições Norte Americanas a terem um “Programa de Educação Global”, e está presente, fisicamente presentes em 13 países ao redor do mundo.

Como funciona o sistema de ensino norte-americano?

O sistema de ensino superior norte-americano apresenta diferenças significativas em relação ao brasileiro. Em um país onde a cultura do vestibular não existe, os currículos e a vida acadêmica dos alunos da “High School” (ou ensino médio) são supervalorizados.

Os estudantes americanos sabem que cada ano da “High School” é um passo muito importante na disputa por vagas e bolsas em grandes instituições do país. Nesse contexto, os jovens estrangeiros que pretendem fazer uma graduação nos Estados Unidos devem estar cientes das dificuldades que o sistema impõe, da competitividade existente entre os candidatos e, principalmente, das inúmeras diferenças em relação ao modelo brasileiro de ensino superior.

Estrutura do ensino:

Com exceção dos cursos de Medicina, Veterinária, Direito e Odontologia (que têm uma formatação diferenciada, e são considerados como exceção), todas as outras áreas de habilitação do ensino superior americano contam com três diferentes etapas: Graduação, Mestrado e Doutorado.

Porém, apesar dos conceitos de classificação destas etapas serem semelhantes aos conceitos utilizados no Brasil, as divergências estão presentes do início ao fim da vida acadêmica.

Carreiras Universitárias – Undergraduate: O termo “undergraduate” refere-se à educação que os americanos recebem depois que terminam o segundo grau. De modo geral, os cursos estão distribuídos em grandes áreas acadêmicas: ciências humanas, ciências sociais, ciências da saúde e ciências exatas. As disciplinas podem ser obrigatórias ou opcionais (eletivas).

A formação superior pode ser dividida em dois grandes grupos: Associate Degree e o Bachelor’s Degree

Associate Degree – AAou grau de associado, são aqueles programas acadêmicos que foram elaborados para serem concluídos em dois anos, e para tal, normalmente é necessário que o aluno curse um mínimo de 60 créditos.

Bachelor`s DegreeBachelor`s Degree s e Licenciaturas são aqueles cursos universitários com duração média total de quatro anos, nos quais o aluno deve cumprir uma série de créditos em função da especialidade escolhida. Em cada ano de estudo o aluno recebe uma denominação diferente. Normalmente é necessário que o aluno curse um mínimo de 120 créditos, este número pode variar de curso para curso ou de instituição para instituição.

A Graduação propriamente dita é dividida em quatro etapas:

Freshman: Corresponde ao primeiro ano do curso de graduação de uma IES (Instituição de Ensino Superior) americana.

Sophomore: Corresponde ao segundo ano do curso de graduação de uma IES americana.

O “Freshman” e o “Sophomore” equivalem, respectivamente, ao primeiro e segundo anos de graduação de IES americana, que pode, portanto, ser associado aos anos de Associate Degree. Nestas etapas, são cursadas disciplinas de conhecimento geral. Essa iniciativa permite que o aluno tenha mais tempo para se decidir sobre a carreira a seguir, além de não precisar ingressar em uma instituição e, logo no primeiro ano, estudar matérias específicas de uma determinada habilitação. Normalmente, a partir do terceiro ano, ou seja, no “Junior” é a fase em que o estudante escolhe de forma sólida, a habilitação/profissão desejada.

Junior: Corresponde ao terceiro ano do curso de graduação de uma IES americana, e, em geral, é a fase onde se espera, que o aluno tenha de forma sólida, a escolha de qual a habilitação/profissão ele deseja.

Sênior: Corresponde ao quarto e o último ano de graduação de uma IES americana – com exceção dos cursos de Medicina, Veterinária, Direito, Odontologia e Enfermagem.

Major: Habilitação em que o estudante deseja concluir seu Bachelor`s Degree. Ex: Tecnologia, Jornalismo, Economia, Psicologia, Física, Biologia, Engenharia, etc.

Minor: Matérias eletivas secundárias em que o aluno escolhe como forma de complemento ao seu “Major“. O estudante pode escolher áreas de competências que tem tudo a ver com o seu major, ou não.   Ex: Caso o estudante tenha optado por um “Major” em Administração, ele poderá escolher tanto um “Minor” em Comunicação Social que é um complemento, quanto em “Alemão” que em termos práticos, não tem tanta correlação, mas pode ser uma área em que o aluno tenha interesse. Isso possibilita maior singularidade entre os estudantes, principalmente no mercado de trabalho. Em resumo, a escolha do Minor, é de livre iniciativa do aluno e pode ser em qualquer área de interesse do aluno.

Créditos: Para cada disciplina é atribuído um sistema de pontos ou “créditos”, sendo que normalmente são necessários um mínimo de 60 créditos para a obtenção do Associate Degree, e em média um mínimo de 120 créditos para a obtenção do Bachelor`s Degree.

Quando eu fizer minha matricula na BIUB, eu serei automaticamente um aluno da BC?

Todo aluno matriculado na BIUB, na realidade, é um aluno automaticamente matriculado no sistema de ensino superior norte-americano, especificamente no Estado da Flórida, na Broward College.

Todos os cursos nos EUA duram 4 anos?

A duração de um curso está diretamente ligada ao curso escolhido e a carga de estudos que o aluno se propõe a cursar. Uma graduação convencional, normalmente, possui um mínimo de 120 créditos que, em média, serão cursados em 4 anos.

Porém, caso o aluno tenha interesse em ‘diminuir” o tempo de duração de seu curso, é possível cursar mais créditos por período e concluir o curso em menos tempo. Existem casos onde os alunos concluem seu curso em 3 anos.

Por outro lado, se o aluno optar por se dedicar à excelência acadêmica ou por fazer estágios e outras atividades importantes para o melhoramento de seu currículo, de tal forma a torná-lo mais competitivo para bolsas para a pós-graduação, ele poderá optar por cursar menos créditos por período, e concluir seu curso em mais tempo.

O ritmo de estudos, a estratégia individual e a dedicação do aluno, irão determinar o tempo de conclusão.

O que é e como funciona o modelo 2 + 2?

Normalmente, nos EUA, um aluno precisa cursar três tipos diferentes de disciplinas/créditos: General StudiesCore Curriculum, Major-Related, e Elective Classes.

O processo de 2 + 2 foi elaborado para facilitar a tomada de decisão para os alunos recém-saídos do ensino médio, e, que ainda podem não ter a certeza sobre qual profissão desejam seguir.

Nos dois últimos anos, o aluno, normalmente, cursa mais disciplinas ligadas ao seu Major e/ou Minor.

Em síntese, o sistema conhecido como “2+2”, considera que cursar o Associate Degree – AA durante os 2 primeiros de graduação é um facilitador para que os alunos possam durante os primeiros períodos de estudo, irem se conhecendo e tendo acesso às várias áreas profissionais sem terem de necessariamente, tomar uma decisão precoce sobre qual carreira seguir, e é principalmente, uma opção bem mais vantajosa financeiramente.

Por que fazer dois anos na BIUB?

Na realidade são inúmeras as vantagens, mas citando apenas as três principais:

Estar perto de casa, contar com o apoio de sua família, e ter mais tempo para se adaptar aos processos do sistema de ensino superior americano são grandes facilitadores para o aluno. Iniciar essa trajetória dentro de um campus de uma grande universidade logo de saída, e começar a competir com alunos que nasceram e foram educados dentro desse sistema, é um complicador. A ausência dos amigos, da família, o fato de estar em um ambiente que não é o seu, são pontos mais complicados do que as pessoas pensam que são. E ainda existe a barreira do idioma, pois, uma coisa é você estudar inglês, a outra, é você estudar, matemática, biologia, química, cálculo, estudos sociais, e outras disciplinas em inglês.

Por mais que possa parecer estranho, diminuir o tempo de permanência nos EUA, para muitas pessoas, pode ser uma grande vantagem.

Enfrentar as agruras de morar sozinho em outro país é uma experiência bastante complexa. Viver em um campus, ter de se preocupar com detalhes simples do dia a dia, como arrumar o quarto, lavar roupa, comprar e preparar a sua própria comida, pagar suas contas, viver em um local com costumes diferentes, e até mesmo um clima bastante diferente do seu, pode acabar sendo uma experiência muito complicada.

“Utilizar os dois anos na BIUB para “criar uma nova história acadêmica”.  Como na cultura brasileira, o ensino médio não é tão competitivo como nos EUA. E por não levarmos em consideração as experiências extracurriculares dos alunos, é normal que os alunos brasileiros não deem tanta importância ao ensino médio, e estudem o suficiente para passar. Por essa diferença cultural, quando um brasileiro se candidata a uma vaga nos EUA, ele automaticamente “larga” em desvantagem. O processo de admissão da BIUB irá levar em consideração outros fatores. “Quem é o candidato” (histórico de vida e seus anseios), quais são seus objetivos acadêmicos, e principalmente, o suporte que a família irá fornecer para este candidato. Desta forma, a sua aceitação, levando em conta os critérios aqui citados, é mais prática e simples.

Durante os dois anos na BIUB, o aluno poderá construir uma nova história acadêmica. Ele será acolhido e orientado, individualmente, pelo setor de Advisor e Counselor da instituição. Irá estudar em uma sala com poucos alunos – normalmente as aulas em grandes universidades americanas acorrem em salas com 150, 200, 400 e até 800 alunos – o que irá aumentar de maneira exponencial a possibilidade de se obter grandes notas e de construir um grande currículo, o que certamente melhora em muito as chances de serem aceitos na etapa americana, por grandes instituições e de conquistarem bolsas significativas.

Quais cursos são oferecidos na BIUB?

Via de regra, todos, e, ao mesmo tempo, nenhum.

O modelo americano foi concebido de uma forma completamente diferente do sistema brasileiro. No Brasil “é o aluno que escolhe o curso e a instituição de ensino superior” que ele deseja fazer parte.

Nos EUA, o aluno “se candidata a uma vaga em uma determinada instituição de ensino superior”. Quem “escolhe” o aluno, é a instituição. E, uma vez aceito, a definição do curso acontece ao longo de sua trajetória acadêmica, e não no ato de sua admissão, quando ele escolhe sua habilitação – Major e Minor.

À medida que o aluno vai cursando as disciplinas/créditos, uma série de habilidades e competências vão sendo construídas, e a soma dessas habilidades e competências irão levar o aluno a obtenção do seu “Major” e do título de Bachelor`s Degree.

Sou maior de idade. Meus pais ou responsáveis devem vir comigo para realizar a matrícula?

Caso os responsáveis pelo pagamento das mensalidades forem os seus pais ou responsáveis, estes deverão estar presentes também no dia da admissão para a assinatura.

O que são créditos acadêmicos?

Para cada disciplina é atribuído a um sistema de pontos ou “créditos”.

Por exemplo: Trigonometry – 3 créditos. Principles of Macroeconomics – 3 créditos. Total Wellness – 2 créditos.

Verifique quantidade de créditos por disciplina em “Calendário Acadêmico BIUB”.

Quais disciplinas irei estudar no Brasil?

As disciplinas que levarão o aluno a obter o Associate Degree – AA.

Na grade/calendário da BIUB, normalmente, são ofertados em média entre 50 a 60 créditos por ano, e cabe ao aluno, com o auxílio da equipe de Advisor e Counselor da instituição, escolher de quais créditos cursar.  Verifique as disciplinas em “Calendário Acadêmico BIUB”.

A BIUB segue o calendário americano?

Nossas disciplinas foram distribuídas de tal forma a termos um calendário que “se encaixa” no calendário americano, e que ao mesmo tempo, respeita a cultura de feriados e as particularidades do Brasil, como por exemplo: a semana santa, o carnaval, o 7 de setembro e demais feriados nacionais e municipais.

Normalmente, as aulas ocorrem de segunda a quinta-feira, das 09h às 16h.

Sendo 3h/aula pela manhã, e 3h/aula no período da tarde, com 1h de intervalo para o almoço. Podendo existir variações.

A grade da BIUB foi montada de tal forma que, a cada 6 semanas, são lecionadas 2 disciplinas: uma pela manhã e outra pela tarde. Desta forma, além de simplificar a vida acadêmica do aluno, que se concentra em apenas 1 ou 2 disciplinas de cada vez, há a possibilidade de termos até 6 janelas de entradas/saídas de alunos por ano.

Fato que facilita tanto o processo de transferência para os EUA, quanto o de entrada de novos alunos que necessitaram de melhorar seu nível de domínio do inglês no PREP programa de preparação dos candidatos BIUB.

Alterações na carga horária, na disposição das disciplinas, e nos turnos em que são ministradas as aulas, podem ocorrer de acordo com a necessidade e a conveniência da área acadêmica.

Para maiores informações, sempre consulte o “Calendário Acadêmico BIUB”.

Todos os professores da BIUB são americanos?

A maioria dos professores da BIUB é americana.

A Broward está presente em 13 países ao redor do mundo e é normal que ocorra o intercâmbio de professores entre as unidades. Portanto, é comum termos professores de diversas nacionalidades, inclusive brasileiros.

O que é levado muito a sério, é a exigência de se ter um professor que possa lecionar na BIUB, seguindo os mesmos padrões acadêmicos da BC – EUA. Todos os professores precisam ter a aprovação do SACS americano, garantindo legitimidade de ensino nos EUA.

As aulas acontecem apenas em inglês?

Sim, todas as aulas são ministradas na língua inglesa.

Meu inglês não é bom, posso estudar na BIUB?

Sim, a BIUB disponibiliza para seus candidatos os programas do PREP – programa de preparação dos candidatos BIUB.

No PREP, independente se o candidato é “iniciante”, intermediário, ou se já possui um bom domínio do idioma, existe um programa desenhado sob medida capaz de atender suas necessidades.

Sou obrigado a fazer os dois anos no Brasil?

O programa Associate Degree é composto por um mínimo de 60 créditos. A sua conclusão na etapa a ser cursada no Brasil vai acarretar uma série de benefícios para os alunos. Tais como:

  • Transferência automática para uma das 12 Universidades do Estaduais da Flórida.
  • Assistência no processo de identificação do curso e da instituição de destino para a obtenção do Bachelor`s Degree.
  • Acesso a bolsas de estudo no Estado da Flórida.

Os estudantes sem o Associate Degree que buscam admissão em uma universidade estadual não possuem todas as garantias oferecidas pelo Acordo de Articulação Estadual e, portanto, podem ser impedidos de serem admitidos ou perder créditos na transferência. Portanto, todos os alunos são incentivados finalizar seu Associate Degree antes de se transferirem.

A não conclusão do Associate Degree na BIUB implica na perda dos benefícios citados, e por consequência, o aluno assumirá a responsabilidade de identificar o curso e a instituição, bem como realizar sua transferência.

Como funciona o processo de transferência para os EUA? É automático ou tenho de fazer outra prova?

Não existe uma resposta única para esta pergunta.

A transferência será automática, desde que a instituição de destino seja uma das 12 Universidades Estaduais do estado da Flórida conveniadas com a BIUB.

O programa de Educação Global da BC é do governo do Estado da Flórida, e a BC é uma instituição pública, e como tal, goza de certas prerrogativas. Existem convênios celebrados entre as instituições do estado que garantem a transferência para uma das 12 Universidades Estaduais do estado da Flórida.

Entretanto, é importante frisar, que nunca na história dos centros Broward um aluno deixou de ser transferido para uma instituição de ensino nos EUA.

Por outro lado, nos EUA, cada Estado é independente e possui legislação própria, e na área acadêmica, a independência e a autonomia ficam ainda mais evidentes. Cada Estado e cada instituição tem suas próprias normas e pré-requisitos para admissão de novos alunos.

A “aceitação ou não do candidato” é uma autonomia da universidade, e diversos critérios são levados em conta. As notas do candidato são apenas uma das variáveis analisadas. Para que um candidato se torne atrativo para uma instituição, diversos fatores serão analisados. Porém, independente desses pré-requisitos, no Estado da Flórida, o aluno BIUB, por força de lei, será aceito em uma das 12 Universidades Estaduais do estado da Flórida.  Transferência automática.

A BIUB não medirá esforços para que seus alunos sejam aceitos na instituição de ensino escolhida nos EUA. A aceitação dele na fase do “Bachelor’s Degree” estará sujeita a critérios migratórios, acadêmicos e financeiros da instituição escolhida.

Quando eu for para os EUA, eu só posso ir para a Broward, ou posso escolher outra universidade?

O aluno é livre para se candidatar a qualquer instituição de ensino que ele entender ser mais conveniente e adequada aos seus projetos. Porém, cada instituição possui seus próprios critérios de aceitação. Veja no item anterior como Funciona o processo de transferência para os EUA.

Todas as disciplinas cursadas na BIUB serão aproveitadas nos EUA?

Não existe uma resposta única para esta pergunta.

Suponha que o aluno tenha definido cursar créditos seguindo uma linha de estudos focada em uma determinada área, e quando da transferência, o aluno opte por obter seu “Major” em uma área completamente diferente, obviamente que neste caso a instituição de destino pode optar por não acatar todos os créditos cursados.

Nos casos onde exista uma coerência entre as disciplinas/créditos cursados com a do Major a ser cursado, e se o Estado escolhido para a conclusão for o estado da Flórida, a aceitação dos créditos do Associate Degree – AA se faz por força de lei.

Por outro lado, nos EUA, cada Estado é independente, e cada instituição tem suas próprias normas e pré-requisitos, e a aceitação ou não do crédito ficará a cargo da instituição. Quando existe o caso de o aluno desejar ir para outro estado/instituição, desde o início da jornada do aluno na BIUB, ele terá a sua disposição a orientação do setor de Advisor, que o auxiliará na montagem de sua grade de estudos de tal forma que esta esteja a mais próxima possível da grade da instituição/curso escolhido.

Não sei qual curso desejo fazer, a BIUB tem como me ajudar?

Diferente do que acontece no Brasil, os alunos do sistema norte-americano não precisam escolher logo no início de sua vida acadêmica qual curso seguir. Normalmente, nos períodos “Freshman” e “Sophomore”, são cursadas disciplinas de conhecimentos gerais. Esse sistema permite que o aluno tenha mais tempo para se decidir sobre a carreira a seguir. Somente a partir do “Junior” o estudante define seu Major que o levará à conclusão e obtenção do Bachelor`s Degree.

Já iniciei ou conclui meu curso superior no Brasil, posso aproveitar disciplinas e diminuir o tempo de formação?

Sim, é possível. A BIUB só atua no auxilio deste tipo de situação para alunos regularmente matriculados em seus cursos.

A BIUB é credenciada junto ao MEC?

A BIUB tem um profundo respeito pelo MEC, e por todo o sistema de educação formal brasileiro. A atual legislação que rege as IES e que norteia a elaboração de cursos superiores brasileiros, está entre as mais modernas do mundo. A BIUB se posicionou como uma alternativa para que os estudantes brasileiros que desejam obter sua formação em outros países, e em especial nos EUA, possam exercer essa decisão de forma consciente e soberana. Entendemos que estamos prestando um grande serviço à Nação, proporcionando aos nossos jovens uma educação com alto grau de qualidade e fornecendo a preparação necessária, de tal forma a demonstrar ao mundo nosso valor enquanto cidadãos brasileiros.

Por essas razões, a BIUB não é credenciada junto ao MEC, mas sim ao SACS_COC (órgão que avalia e credencia IES na região sul dos EUA).  A BIUB atua em conformidade com os órgãos públicos regulamentadores de ensino superior dos Estados Unidos da América.

Em janeiro de 2019, a BC obteve sucesso em sua solicitação para ministrar o AA na unidade BIUB.

Se eu estudar nos EUA, meu diploma será válido no Brasil?

Segundo o Portal do MEC – Carolina Bori, é perfeitamente possível se validar um diploma Americano no Brasil.

O arcabouço jurídico que normatiza o processo de revalidação e reconhecimento de diplomas é composto por uma série de leis, resoluções e portarias publicadas pelo Ministério da Educação e Conselho Nacional de Educação. Cada uma delas pode ser consultada na íntegra no link:  Portal MEC

Apenas como referência, na data de 23/01/2019, existiam aproximadamente 1317 diplomas 100% revalidados, oriundos de 58 cursos e 43 países diferentes.

Para maiores informações acessar o portal do MEC: Portal MEC

Admissão

Como é o processo de admissão na BIUB?

Tradicionalmente, os processos de admissão brasileiros são eliminatórios; já o processo da BIUB visa entender quem é o candidato, quais são suas competências e dificuldades, e propor qual o melhor caminho para que ele atinja seus objetivos.

O processo de admissão é o mesmo realizado nos EUA e ocorre em três etapas:

Entrevista: nesta etapa será verificado o domínio que o candidato tem da língua inglesa: tanto na fluência, quanto na sua compreensão auditiva. Nessa entrevista, verifica-se o conhecimento prévio e pretensões com relação à Broward também.

Dissertação Argumentativa – essay: Para admissão em universidades e faculdades nos EUA, a habilidade na escrita acadêmica é essencial, portanto, o candidato elabora uma dissertação argumentativa (essay) em inglês para que seja avaliado seu potencial para a escrita acadêmica.

Exame admissional: Uma vez que o comitê de admissão apresentou parecer favorável para a continuidade do processo, o candidato será encaminhado para a próxima etapa que consiste na realização do teste PERT (similar ao nosso ENEM). O PERT é o exame aceito pela maioria das instituições do estado da Flórida. Ele é realizado on line nas dependências da Broward Brasil.
Acesse os links e entenda melhor os conteúdos que serão observados em sua avaliação e como se preparar para o exame.

Simulado com 5 questões

Estude para o exame

Quais pré-requisitos são necessários para se estudar na BIUB?

Apresentar o histórico escolar de conclusão do ensino médio, ou apresentar documento que comprove sua conclusão – CESEC ou SISU, e ser aprovado no processo seletivo da BIUB.

Quando eu fizer minha matricula na BIUB, eu serei automaticamente um aluno da BC?

Todo aluno matriculado na BIUB, na realidade, é um aluno automaticamente matriculado no sistema de ensino superior norte-americano, especificamente no estado da Flórida, no Broward College.

Quais os documentos necessários para a matrícula?

  • Histórico escolar ou certificado de conclusão do Ensino Médio – uma fotocópia autenticada.
  • RG* – uma fotocópia autenticada.
  • CPF – uma fotocópia simples.
  • Certidão de nascimento ou casamento – uma fotocópia autenticada.
  • Duas fotos 3 x 4 – recentes.
  • Comprovante de quitação com as obrigações militares – uma fotocópia autenticada.
  • Comprovante de residência – uma fotocópia simples.
  • Título eleitoral – uma fotocópia simples.

Tenho SAT posso utilizar?

Sim, pode.

As notas aceitas são:

Reading maior ou igual a 440.
Writing maior ou igual a 440.
Math maior ou igual a 500.

Tenho TOEFL posso utilizar?

Sim, pode. A nota mínima a ser considerada é 79. Porém, a apresentação deste ou de qualquer outro tipo de pré-avaliações, não elimina a obrigatoriedade de o candidato se submeter ao processo de admissão tradicional da BIUB.

Posso utilizar as notas do ENEM?

Não. Como a BIUB não é credenciada junto ao MEC, as notas do ENEM não são válidas como parte do processo de seleção da BIUB, nosso processo de seleção leva em conta outros pré-requisitos.

Diploma e Reconhecimento

A BC é uma instituição respeitada nos EUA?

Sim, e muito.

O BC é considerada TOP3 nos EUA nos cursos de Associate Degree. Em 2017, a BC foi classificada como TOP3 da Nação. Como o prêmio é bianual, na data de 24/01/2019 a BC já estava entre os TOP10 para o novo biênio.

Diversos

Quais as diferenças entre: “Community College e Junior College”, ``State College e University``, e ``Private College e University``?

Como a tradução literal da palavra “College” é normalmente aceita como “faculdade”, e a da palavra “University” como “universidade”, é comum que pessoas que não conhecem o sistema educacional americano assumam que as mesmas diferenças de autonomia se aplicam no Brasil assim como nos EUA, o que é um erro conceitual.

A título de exemplificação, todas as instituições de ensino superior privadas credenciadas na Flórida estão sujeitas aos mesmos processos de credenciamento e autorização de cursos, independentemente de utilizarem o termo “College” ou “University” em seu nome. Isto é, a preferência por utilizar qualquer um dos termos/nomenclatura”, “College” ou “University”, cabe à instituição.

Ainda em linguagem coloquial, muitas vezes um “College” pode ser percebido como uma instituição de ensino “menor” que uma “University”, ou também como uma das escolas contidas dentro de uma “University”. Já uma “University”, pode soar como uma instituição de ensino maior que um “College”, o que pode ser um equívoco, pois há vários “Colleges” de destaque, e é comum que instituições com o nome “College” ofereçam cursos tanto de graduação quanto de pós-graduação e até no nível de doutorado (PhD). Por exemplo, fundada em 1769, uma das melhores e mais tradicionais instituições de ensino dos EUA (sendo inclusive membro da exclusiva Ivy League) optou até os dias de hoje, por utilizar o termo “College”: a Dartmouth College. Outros exponenciais são a Boston College (fundado em 1863) e a tradicional e renomada College of William & Mary (fundado em 1693), a lista de College renomadas é extensa.

Community College – ou também conhecidas como Junior Colleges, as Community Colleges são instituições de ensino superior norte-americanas comunitárias na maioria ou na grande maioria das vezes. Elas são de origem pública que visam apenas o ensino dos dois primeiros anos de graduação, o Associate Degree. Em sua grade, é possível encontrar cursos acadêmicos vocacionais e técnicos em áreas como negócios, saúde, artes, idiomas e administração de empresas.

Em muitos casos, ao concluir o curso em uma Community College, nos Estados Unidos, o estudante consegue aproveitar seus créditos para entrar diretamente na graduação de uma faculdade ou universidade e terminar o Bachelor`s Degree. A prática é tão comum que até mesmo o ex-presidente norte-americano, Barack Obama, é um exemplo bem-sucedido de aluno que passou por uma Community College antes de iniciar os seus estudos na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, uma das melhores universidades do mundo.

“State College” ou “University”: Uma “College” ou universidade estadual que é financiada e administrada pelo Estado ou governo estadual. Cada um dos 50 Estados americanos opera, pelo menos uma universidade estadual e, provavelmente, várias “Colleges” estaduais. Algumas delas levam a palavra “State” no nome, outras não.

“Private College” ou “University”: Estas são administradas por organizações privadas e não pelo governo. O custo da educação será normalmente maior que o de uma escola estadual. Com frequência, as “Colleges” e universidades privadas são menores em tamanho que as estaduais.

Posso trabalhar enquanto estudo nos EUA?

Sim. A legislação americana permite que o estudante universitário estrangeiro possa trabalhar até 20 horas por semana dentro do campus.

Moradia, a Broward oferece?

A BIUB não oferece dormitórios. Para os candidatos de outras cidades e estados, nosso departamento de Admissions poderá orientar o candidato na busca da acomodação mais adequada para o seu perfil.

Esportistas, a BIUB tem algum programa de incentivo

A BIUB tem um departamento de advising com ampla experiência em auxiliar esportistas com o objetivo de participarem das competitivas ligas interuniversitárias dos EUA.

Como aluno da BIUB, eu posso frequentar as outras unidades da Broward College?

Sim, o aluno da BIUB pode frequentar os demais centros da BC ao redor do mundo. É necessário verificar a disponibilidade de vagas e se o calendário de destino tem compatibilidade com o calendário da BIUB.

Medicina, Veterinária, Odontologia e Direito

Como são os cursos de Medicina, Veterinária, Odontologia e Direito nos EUA?

O sistema de estudo dos Estados Unidos tem muitas diferenças quando comparado com o brasileiro. Além do processo mais holístico de análise de candidatura, alguns cursos apresentam características específicas e são considerados exceções, como por exemplo: veterinária, direito, medicina, odontologia e enfermagem.

Para começar, a primeira diferença é que esses cursos, que no Brasil se caracterizam por cursos de graduação, nos Estados Unidos são cursos vistos como um Mestrado Profissionalizante. Ou seja, para ser veterinário, advogado, médico, dentista ou enfermeiro, o candidato primeiro cursa o Bachelor`s Degree, fazendo os créditos específicos e de relevância para a área escolhida. Fonte.

Como funciona o curso de medicina nos EUA?

No Brasil, quando um aluno opta por cursar medicina, de uma forma bastante simplificada, ele se prepara para o processo seletivo, e sendo aprovado, irá estudar em uma instituição por um período de 5 a 6 anos, e irá obter o diploma de “Bacharel em Medicina”. Ou seja, o aluno sabe que o processo tem um início, meio e fim pré-determinados.

Nos EUA estudar medicina, é uma escolha bastante específica e requer do candidato muita disciplina, foco e determinação. Lá o curso de medicina, que tem em média uma duração entre 7 e 8 anos, tem acesso ainda mais restrito que no Brasil.

Por outro lado, o início do processo é relativamente mais simples.

O passo a passo segue mais ou menos o seguinte desenho:

Cursar o Associate Degree já tendo em mente que o objetivo maior será a preparação do aluno para sua aceitação em um curso de medicina. Ou seja, na etapa a ser cursada na BIUB, o aluno deverá “construir um grande curriculum”, recheado de trabalhos extracurriculares, serviços comunitários, estágios e publicações de artigos. Ser um aluno de honra, obter cartas de recomendação, excelentes notas, e participar de toda e qualquer programa que gere relevância para o seu curriculum é quase que obrigatório para um candidato a uma vaga em um curso de medicina.

Finalizado o Associate Degree, a próxima etapa é escolher a instituição onde ele irá cursar o Bachelor`s Degree. A escolha desta instituição deverá levar em conta o perfil do candidato, os critérios de admissão da instituição escolhida, e principalmente, a aderência da instituição aos projetos do aluno. Uma vez que o candidato foi aceito, é a hora de repetir o comportamento de excelência que gerou sua aceitação e, se possível, aumentar ainda mais seu desempenho acadêmico. A definição do Major e das disciplinas que irão compor o Minor serão muito relevantes para a próxima etapa.

Diferentemente do que ocorre no Brasil, ao término do Bachelor`s Degree, o aluno já pode trabalhar na área de sua formação. Os Major´s mais comuns para quem deseja seguir na busca do curso de medicina são os de Biologia, Química e o “Premed”.

Com o Bachelor`s Degree finalizado, o próximo passo é o teste MCAT – Medical College Admission Test.

Entenda o que é MCAT.

Site oficial MCAT.

A nota do MCAT, somada ao desempenho acadêmico obtido nas etapas do Bachelor`s Degree, do Associate Degree, bem como todo o histórico/curriculum que foi construído ao longo da vida acadêmica do aluno, é o que determinará sua aceitação ou não em um curso de medicina.

A aceitação não segue um único parâmetro, não existe uma “receita a ser seguida”. O processo é mais holístico, mais humano, não existe uma única prova que vai determinar se um candidato foi aceito ou reprovado. O que será levado em consideração é o “conjunto da obra”. Quem é o candidato? O que ele pode oferecer para a instituição enquanto aluno, quais são seus diferenciais e que tipo de aluno e vivências ele possui.

Portanto, ser aceito em uma instituição de Medicina não é um processo onde se pode determinar o seu fim de forma prática e “simples” como ocorre no Brasil.

No Brasil, o sistema restringe o acesso logo na entrada. Nos EUA, o processo foi elaborado de tal forma a simplificar o início da jornada, e a incentivar a busca pela excelência acadêmica. Somente grandes alunos têm chance de serem aceitos. Se você entende que o “modelo americano” se encaixa no seu perfil, a BIUB é a ponte que irá viabilizar o início dessa jornada e te proporcionar as melhores condições para a conquista do objetivo final.

Outro fator que é bastante diferente, quando se compara o curso oferecido no Brasil e os cursos americanos, é a titulação gerada por cada um. No Brasil, ao se concluir o curso de medicina, obtém-se o diploma de “Bacharel em Medicina”. Já com a formação americana, obtém-se o Doutorado profissional com as siglas MD ou DO, ou seja, estamos falando em um Doutorado.

Como funcionam os cursos de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado nos EUA?

Pós-Graduação

No Brasil há dois tipos de pós-graduação: Stricto-Sensu que engloba mestrado e doutorado (que pode ser acadêmico ou profissional); e Lato-Sensu direcionado à especialização em determinadas áreas. Similarmente, nos Estados Unidos no nível de pós graduação pessoas podem fazer “Graduate Certificates” (especializações no nível de pós-graduação), mestrados acadêmicos (MA or MS Degrees), mestrados professionais, por exemplo o MBA (Administração), o MPH (saúde público), o MSW (serviços sociais)), doutorados acadêmicos (Ph.D., Ed.D.) e doutorados profissionais, por exemplo o MD ou DO (medicina), o DVM (medicina veterinária), o DDS, (odontologia) e o JD (direito).

Os cursos de especialização chamados de “Certificate programs”, “Short Courses” ou “Continuing Education” são muito variados em termos de datas de início, duração e número de horas-aula por semana. Os requisitos de admissão são: diploma de conclusão do ensino médio (segundo grau) ou de nível superior; TOEFL (Test of English as a Foreign Language); carta de comprovação financeira, que poderá ser obtida no banco no qual o candidato ou responsável tem conta, certificando que o seu saldo médio comporta os custos indicados pela escola.

Mestrado:

O mestrado brasileiro e o americano possuem muitas semelhanças. Como no Brasil, para que um candidato a mestre nos Estados Unidos conclua o curso é necessária a elaboração e defesa de um trabalho de pesquisa conhecido como dissertação de mestrado perante uma banca de avaliação.

Os mestrados acadêmicos podem ser enquadrados em três diferentes categorias: MA, MS e MFA. Todos os outros certificados são enquadrados na categoria profissional.

MA ou “Master of Arts”: Engloba diferentes áreas do conhecimento como: Economia, Folclore, Antropologia e Inglês.

MS: Master of Science: Engloba áreas do conhecimento como: Arquitetura, Ciência da Computação e Engenharia Química.

MFA: Master of Fine Arts: Engloba áreas do conhecimento como: Fotografia e Teatro.

Muitos estudantes estrangeiros conseguem se qualificar para o emprego que almejam só após um mestrado. Nesse caso, o MBA ou “Master in Business Administration”, da categoria profissional, é extremamente procurado e dura, aproximadamente, dois anos. Porém, alguns programas de mestrado, como em jornalismo, por exemplo, têm duração de apenas um ano.

Estes mestrados são considerados o primeiro passo para a qualificação para um doutorado (Ph.D.).

Doutorado (Ph.D.):
Muitas escolas de graduação consideram o mestrado o primeiro passo para a obtenção de um doutorado. Porém, existem instituições em que o estudante pode se preparar diretamente para o doutorado, sem a necessidade de obter um título de mestre. O tempo para a conclusão de um doutorado em território americano pode ser de três anos ou mais. No caso de estudantes estrangeiros, a duração média de um doutorado varia entre cinco e seis anos.

O grau de doutorado certifica que um estudante adquiriu o conhecimento necessário para trabalhar como professor universitário no campo em que se especializou. Esses programas podem ser divididos em duas partes. Na primeira parte, com duração de três a cinco anos, o estudante deve assistir aulas junto com outros alunos, prestando um exame no final para demonstrar os conhecimentos que adquiriu durante os anos de estudo. Superado esse exame, o estudante entra na segunda fase, de dois ou três anos de duração, quando concentra seus esforços no desenvolvimento de uma pesquisa sobre algum aspecto relevante de seu tema de estudo, escrevendo uma tese sobre o mesmo e defendendo-a perante uma banca composta por especialistas no tema.

O título de doutorado mais conhecido outorgado nos EUA é o de Doutor em Filosofia (Ph. D.). No entanto, existe uma quantidade de títulos de doutorado que gozam do mesmo status e representam variantes do Ph.D. dentro de certos campos.

Financeiro

38. Durante a etapa brasileira, como ficam as mensalidades, são pagas em dólar?

Não, os valores são pagos em reais.

Usualmente, nos Estados Unidos da América, os serviços educacionais do ensino superior são cobrados em forma de semestralidade/anuidade, e são pagos à vista.

Como a “mensalidade” é cultural no Brasil, a BIUB pode, caso seja do interesse do aluno, dividir os valores em mensalidades. Verificar regras e condições com o departamento financeiro.

Venha para a Broward!

E seja a mudança que você gostaria de ver no mundo!

Quero me inscrever!